“A Europa não resolveu o problema da SIDA e não há lugar para condescendência” , afirmou o Pofessor Michel Kazatchkine durante a sessão de abertura da 15ª Conferência Europeia sobre SIDA, em Barcelona.

O orador afirmou que a região europeia precisa de acelerar o ritmo das atividades de prevenção e tratamento da infeção pelo VIH caso queira alcançar a meta da ONUSIDA para o ano de 2020. O objetivo é que 90% das pessoas que vivem com VIH sejam diagnosticadas, 90% das pessoas diagnosticadas estejam sob tratamento antirretroviral e 90% das pessoas sob tratamento antirretroviral atinjam carga viral indetetável.

O Professor Kazatchkine é o United Nations Secretary-General’s Special Envoy on HIV and AIDS para a Europa de Leste e Ásia Central e afirmou aos delegados que “de facto, há três epidemias – Europa de Leste, Europa Central e Europa Ocidental – com diferentes respostas e com diferentes níveis de sucesso”.

Na Europa de Leste, a epidemia de VIH continua a aumentar, principalmente no grupo de pessoas que usam drogas, mas também na população heterossexual. O acesso a serviços de prevenção não é suficiente e o acesso a serviços de redução de danos é muito limitado. Os níveis muito baixos de cooperação entre o governo e as organizações não-governamentais impedem o aumento das atividades de prevenção nesta região.

Na Europa Central, apesar da baixa prevalência, a incidência de VIH está gradualmente a aumentar em muitos países. É principalmente de tipo concentrada entre homens que têm sexo com homens e pessoas que usam drogas por via injetada, mas Kazatchkine descreveu “haver pouca vontade para financiar” programas direcionados a estes grupos vulneráveis entre os governos desta região. MichelKazatchkine_530x300

Apesar do acesso universal à saúde, excelentes cuidados na área do VIH e níveis elevados de apoio social na Europa Ocidental, em geral, o nível de novas infeções pelo VIH permaneceu estável na última década, mas novas infeções aumentaram no grupo dos homens que têm sexo com homens. Kazatchkine afirmou que devem ser feitos mais esforços na área da prevenção e tratamento da infeção pelo VIH, mas que as metas devem ser atingidas na Europa Ocidental e Central.

 

(Fonte: NAM – disponível em: http://www.aidsmap.com . Tradução para português disponibilizada pelo GAT.

Comments are closed.